Home ESPORTE Quem ganhou o UEFA Euro como treinador e jogador?

Quem ganhou o UEFA Euro como treinador e jogador?

14
0


Berti Vogts é o único jogador da história a conseguir este feito milagroso.

Imagine representar o seu país na maior competição do futebol europeu, dando cada gota do seu sangue, suor e lágrimas para impulsionar a sua equipa a tornar-se campeã da UEFA Euro. Dez a doze anos depois, o destino escolhe você para recriar este momento incrível para o seu país e levá-lo ao triunfo novamente, mas desta vez como treinador.

Isto parece realmente milagroso, mas ninguém foi capaz de realizar este sonho milagroso além da única lenda alemã, Berti Vogts. Fez parte da seleção alemã que venceu o Euro de 1972 e, 24 anos depois, gravou o seu nome para sempre na história do futebol, ao orientar a seleção alemã na conquista do título europeu em 1996.

Nesta história, levamos você em uma montanha-russa por alguns dos momentos icônicos da carreira de Berti Vogts, desde sua época como jogador até sua gestão como treinador. Aperte o cinto de segurança, pois este será um passeio interessante e inspirador para todos os tempos.

Apelidado de “Der Terrier”, Vogts teve sua cota de altos e baixos. Durante uma partida contra a Áustria na Copa do Mundo FIFA de 1978, ele marcou um gol contra que levou à eliminação da Alemanha do torneio. Esta partida é conhecida como “O Milagre de Córdoba” na Áustria. Apesar deste revés, Vogts redimiu-se ao levar a Alemanha à vitória no Euro de 1996.

Início de carreira e ascensão no Borussia Mönchengladbach

Vogts ingressou no clube esportivo local, VFR Büttgen, com a tenra idade de sete anos, antes de se transferir para o Borussia Mönchengladbach em 1965. Ele fez um recorde de 419 partidas pelo clube ao longo de quatorze anos, tornando-se um símbolo de lealdade para os torcedores do Gladbach. Vogts levou o Die Fohlen a cinco títulos da Bundesliga, duas Copas UEFA e o troféu DFB-Pokal na temporada 1972-73.

Glória internacional e o infame gol contra

Vogts fez 96 partidas pela seleção alemã, sendo capitão do Die Mannschaft em 20 ocasiões. Ele derrotou a lenda holandesa Johan Cruyff na final da Copa do Mundo de 1974, onde a Alemanha Ocidental derrotou a Holanda por 2 a 1 para garantir o título. A Alemanha também venceu o Euro UEFA em 1972, com Vogts desempenhando um papel crucial na vitória por 3-0 sobre a União Soviética na final.

Apesar de suas contribuições, Vogts deixou de jogar em 1979, após o infame gol contra a Áustria. No entanto, sua história estava longe de terminar.

De jogador a treinador: o caminho para a redenção

Ninguém previu que Vogts se tornaria um dos maiores gestores de sua geração. Ele começou treinando a seleção alemã de sub-21 e se tornou treinador adjunto da seleção principal em 1986. Em 1990, sucedeu a Franz Beckenbauer como técnico da seleção alemã.

Em seu primeiro grande torneio como técnico, Vogts esteve perto de fazer história ao quase vencer a Euro em 1992. No entanto, a Alemanha foi derrotada pela Dinamarca na final. Determinado a transformar a sua medalha de prata em ouro, Vogts levou a Alemanha à vitória no Euro de 1996. A Alemanha não sofreu nenhum gol na fase de grupos, derrotou a Croácia nas quartas-de-final e eliminou a Inglaterra nas semifinais. Depois triunfou sobre a República Checa na fase final, recuperando de uma desvantagem de 1-0 e vencendo por 2-1.

Um legado incomparável

Até agora, muitos jogadores estiveram perto de alcançar a façanha de vencer o Euro, tanto como jogador como como treinador, mas nenhum conseguiu. Didier Deschamps, da França, teve uma chance de ouro na Euro 2016 em casa, mas seus sonhos foram destruídos por um gol tardio de Eder.

Berti Vogts continua a ser o único indivíduo a vencer o Campeonato da Europa como jogador e como treinador, uma prova do seu legado duradouro no mundo do futebol.

Para mais atualizações, siga Khel agora em Facebook, Twittere Instagram; baixe o Khel agora Aplicativo Android ou Aplicativo iOS e junte-se à nossa comunidade em Whatsapp & Telegrama





Source link