Home News Com gols de Messi e Álvarez, Argentina bate Canadá e se classifica...

Com gols de Messi e Álvarez, Argentina bate Canadá e se classifica para a final da Copa América

15
0





Argentina comemorando.

Foto: Sarah Stier/Getty Images / Esporte News Mundo

Diante de 80 mil pessoas, a Argentina venceu o Canadá por 2 a o em um jogo tranquilo no  MetLife Stadium, em East Rutherford, Nova Jersey e se classificou para a final da Copa América. Os gols Albicelestes foram marcados por Julián Álvarez e Lionel Messi. O resultado marcou a segunda classificação seguida da seleção de Scaloni para a final da competição.

Na primeira etapa, a Argentina foi superior e dominou o Canadá. Apesar da dificuldade inicial para envolver a marcação canadense, Julián Álvarez, que foi escolhido por Scaloni sobre Lautaro, abriu o placar após um grande lançamento de Rodrigo De Paul. Após abrir o placar, a Albiceleste ainda poderia ter ampliado o marcador, mas pecou na hora da finalização. Com tanto Messi e Di Maria finalizando para fora. Já a seleção canadense até conseguiu chegar perto do gol de Dibu Martínez, mas teve muitos erros de passe e movimentações. No último lance, David quase empatou o jogo com Dibu fazendo uma grande defesa.

A segunda etapa foi dominada pela seleção argentina. Diferentemente do primeiro tempo, a Albiceleste marcou cedo e ampliou o marcador logo aos cinco minutos. Após isso, ainda teve poucas oportunidades de marcar o terceiro, mas não aproveitou. Já o Canadá, se perdeu após levar o segundo e se desorganizou em campo, os canadenses tiveram os mesmos erros do primeiro. No final até testaram Dibo Martínez, mas não levaram muito perigo.

PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo da semifinal começou com a Argentina tendo mais a posse de bola, mas não conseguindo converter seu domínio em posse de bola em chances de gols e tendo dificuldades de marcar os lados do campo. Já o Canadá, não tinha tanto a posse de posse de bola, mas sabia ser o objetivo quando tinha a bola e conseguiu assustar duas chances no começo do jogo, mas suas duas finalizações nos primeiro 10 minutos de jogo foram para fora.

A Albiceleste tinha dificuldade para vencer a marcação alta feita pela seleção canadense no começo do jogo, em sua primeira oportunidade, Messi assustou. O camisa 10 tabelou com Di Maria, recebeu em condição legal e bateu para fora. Aos 22, a Argentina abriu o placar em um lance que explorou a marcação alta canadense. Rodrigo De Paul lançou Julián Álvarez, ele fugiu de Bombito e bateu entre as pernas de Crépeau para abrir o placar. 1 a 0 Argentina.

Aos poucos após o gol, a seleção argentina foi dominando as ações da partida, tendo mais posse de bola e tendo mais facilidade de chegar ao gol canadense. Aos 34, a Scaloneta quase marcou o segundo. Messi achou Tagliafico, ele chegou batendo, mas foi travado por Laryea e a bola foi para fora. A seleção canadense por sua vez, sentiu o gol e depois dele não conseguiu chegar muito ao campo de ataque, tendo muitos erros de passe na construção das jogadas e também batendo na boa marcação de meio campo feita pela Albiceleste.

O final do primeiro tempo foi emocionante, a Argentina perdeu duas chances com Messi. Na primeira, Dia Maria achou o camisa 10, do lado esquerdo, ele dançou para cima de Johnson e bateu perto do gol. Já na segunda, após jogada de pé em pé, Messi recebeu, mas bateu por cima do travessão. Na primeira etapa, o árbitro chileno Piero Maza deu dois minutos de acréscimos. No tempo adicional, os canadenses quase empataram no último lance. Após cobrança de lateral de Johnston, Jonathan David foi mais rápido que a defesa Albiceleste e bateu no peito de Dibu Martínez. Pouco tempo depois disso, o primeiro tempo foi encerrado com vantagem argentina no marcador.

SEGUNDO TEMPO

Assim como na primeira etapa, o segundo tempo começou com a Argentina dominando as ações do jogo, no entanto,  dessa vez a Albiceleste ampliou o marcador logo no começo, logo aos cinco minutos. Rodrigo De Paul tocou para o meio, Enzo Fernández que chutou para o gol, a bola bateu no pé de Messi e foi para o fundo do gol. No entanto, o VAR ainda checou o gol e confirmou. 2 a 0 Argentina.



Messi comemorando o segundo gol argentino -

Messi comemorando o segundo gol argentino –

Foto: JUAN MABROMATA/AFP via Getty Images / Esporte News Mundo

Após sofrer o segundo gol, a seleção canadense se abriu e deu muitos espaços, com isso a Argentina quase marcou o terceiro. Aos 14, Di Maria achou Julián Álvarez, ele recebeu em condição legal e bateu para a defesa de Crépeau.

O Canadá até tentou chegar após ter sofrido o segundo gol, mas pecava em suas tomadas de decisões e em seus últimos passes no campo de ataque. Já a Argentina não fez tanta questão de ter a posse de bola e chegar ao campo de ataque. Além disso, Montiel e Rodrigo De Paul se envolveram em desentendimentos com jogadores canadenses.

No final do jogo, aos sons de “OLÉ” cantados pela torcida argentina a Albiceleste rodou a bola de um lado para outro. Aos 41, após erro de passe, Millar ficou com a bola e bateu para longe do gol.Nos últimos minutos, o Canadá criou duas grandes chances em sequência. Na primeira, aos 43, Larin tocou para Oluwaseyi que bateu para defesa com os pés de Dibu Martínez, que ainda comemorou depois. Um minuto depois, após cruzamento, Osorio cruzou, da esquerda, e a bola passou por todo mundo e foi para fora.

No segundo tempo, o juiz chileno Piero Maza deu quatro minutos de acréscimos, em que não aconteceu muita coisa. A seleção argentina tentou ter a posse de bola, enquanto o Canadá se lançou ao campo de ataque por meio de lançamentos que não resultaram em muita coisa. Aos 49 da etapa final, Maza deu ponto final à semifinal que garantiu a segunda classificação seguida da Argentina para uma final de Copa América, onde buscará se isolar como a maior campeã do torneio com 16 conquistas.

AGENDA DA FINAL

Classificada para a grande final, agora a Argentina irá esperar o vencedor da outra semifinal, que será disputada amanhã por Uruguai e Colômbia, às 21h (horário de Brasília), no Bank of America Stadium, em Charlotte. Já a grande final da competição,  será disputada no próximo domingo, às 21, no Hard Rock Stadium, em Miami.



Source link