Home News Homenagem do Google: quem é César Lattes, brasileiro injustiçado pelo Prêmio Nobel

Homenagem do Google: quem é César Lattes, brasileiro injustiçado pelo Prêmio Nobel

18
0


Nesta quinta-feira (11), o doodle feito pelo Google comemora um século do nascimento do físico




Homenagem do Google ao físico brasileiro

Foto: Reprodução

Ó Google homenageou nesta quinta-feira (11) os 100 anos do nascimento do físico brasileiro César Lattes. O físico morreu em 8 de março de 2005, aos 80 anos.

O cientista descobriu o méson pitambém conhecido como píon, que é uma partícula subatômica que levou a avanços nas pesquisas de física nuclear.

Além disso, o cientista era conhecido por um crítico ávido de Albert Einstein (chamando-o de “besta” ao Jornal do Brasil, em 1980), que criou a Teoria da Relatividadeque levou a descoberta de quarksoutra partícula subatômica.

Nascido em 11 de julho de 1924, Césare Mansueto Giulio Lattes é originário de Curitiba (PR). Se formou em 1943 na Universidade de São Paulo (USP). O físico começou seus estudos sobre raios cósmicos por volta dos 20 anos, durante a Segunda Guerra Mundial.

“Para alcançar mais raios cósmicos, o pesquisador levou duas placas fotográficas ao topo de uma montanha. A placa que Lattes modificou mostrou rastros de uma partícula que nunca havia sido observada antes — o píon! Píons, ou mésons pi, são menores que um átomo e se formam quando a matéria espacial colide com a atmosfera da Terra”, diz o texto do doodle de Lattes, feito pelo Google.

Nessas placas, físico adicionou boro, um elemento químico, para que conseguisse ver melhor a decomposição das partículas, o que funcionou tão bem que ele via cada próton.

De acordo com o site do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a descoberta do méson pi foi um passo essencial para os estudos sobre radiação.

Prêmio Nobel

As descobertas de Lattes, junto com sua equipe de pesquisadores, a indicação ao Prêmio Nobel de Física de 1950. Porém, quem ganhou o prêmio foi Cecil Powell, considerado o líder do grupo.

Lattes chegou a ser indicado ao Nobel sete vezes, no total, entre 1949 e 1954. Porém, nunca ganhou.

O que é um buraco de minhoca na física?
O que é um buraco de minhoca na física?

Por outro lado, o pesquisador também ganhou várias outras premiações, como o Prêmio Einstein da Academia Brasileira de Ciências e a Ordem do Mérito do Brasil e da Itália.

CNPq

César Lattes foi professor de física na USP e na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Entre 1950 e 1959, o físico fez parte da Comissão de Raios Cósmicos da União Internacional de Física Pura e Aplicada, “em que demonstrou a necessidade de integração em parcerias e cooperação entre nações em prol do desenvolvimento científico”, segundo a seção de memórias do site do CNPq.

Ele foi parte de muitas organizações que fomentavam pesquisas científicas, o que levou a criação do CNPq, no final da década de 1940, com a criação do Projeto de Lei 164/1948.

Como forma de agradecimento, o Conselho escolheu homenagear o físico, chamando o sistema pioneiro de gestão de currículos de Lattes.



Source link