Home News NBA alcança novo acordo de mídia recorde

NBA alcança novo acordo de mídia recorde

25
0


A NBA concordou com os termos do seu novo acordo de mídia, um acordo recorde de 11 anos no valor de US$ 76 bilhões que garante que os salários dos jogadores continuarão aumentando no futuro próximo e que certamente mudará a forma como alguns espectadores acessam o jogo nos próximos anos.

Uma pessoa familiarizada com as negociações disse à Associated Press que as redes possuem os termos de contrato, sendo o próximo passo o conselho de governadores da liga aprovar os contratos.

A pessoa falou com a AP sob condição de anonimato na quarta-feira porque não tinha liberdade para discutir tais assuntos iminentes.

JONTAY PORTER DECLARA-SE CULPADO NO ESQUEMA DE JOGO QUE O PROIBIU PARA SEMPRE DA NBA

O acordo, que estabeleceu recordes da NBA tanto em duração quanto em valor total, entra em vigor para a temporada 2025-26. Os jogos continuarão sendo transmitidos pela ESPN e ABC, e agora alguns irão para NBC e Amazon Prime. A TNT Sports, que faz parte da família de emissoras da liga desde a década de 1980, pode estar de saída, mas tem cinco dias para fechar um dos acordos.

O relógio de cinco dias começaria assim que a liga enviasse os contratos finalizados para a TNT.

O Atlético foi o primeiro a informar sobre os contratos.

ESPN e ABC continuarão a ter o pacote principal da liga, que inclui as finais da NBA e uma das séries de finais de conferência. A ABC transmite as finais da NBA desde 2003. A ABC continuaria a transmitir jogos nas noites de sábado e nas tardes de domingo, quando a temporada regular da NFL terminasse.

ARQUIVO – Tobias Harris, do Philadelphia 76ers, centro, sobe para um chute entre Dean Wade, do Cleveland Cavaliers, à esquerda, e Georges Niang durante a primeira metade de um jogo do torneio da temporada de basquete da NBA, terça-feira, 21 de novembro de 2023, em Filadélfia. A NBA concordou com os termos do seu novo acordo de mídia, um acordo de 11 anos no valor de US$ 76 bilhões que garante que os salários dos jogadores continuarão aumentando no futuro próximo e que certamente mudará a forma como alguns espectadores acessam o jogo nos próximos anos. (Foto AP / Matt Slocum, arquivo)

As principais noites da ESPN continuariam a ser as quartas-feiras, com alguns jogos às sextas e domingos.

O retorno da NBC, que transmitiu jogos da NBA de 1990 a 2002, dá à liga pela primeira vez dois parceiros de rede de transmissão.

A NBC exibiria os jogos no domingo à noite, assim que a temporada da NFL terminasse. Os jogos serão transmitidos às terças-feiras durante toda a temporada regular, enquanto um pacote de jogos nas noites de segunda-feira será transmitido exclusivamente no Peacock.

O Prime Video teria jogos na noite de quinta-feira, após terminar de transmitir os jogos da NFL. Suas outras noites seriam sexta e sábado.

NBC e Prime Video alternariam quem conduziria a outra final da conferência.

No curto prazo, o acordo quase certamente significa que o teto salarial da liga aumentará 10% anualmente – o máximo permitido pelos termos do mais recente Acordo Coletivo de Trabalho entre a NBA e seus jogadores. Isso significa que jogadores como Shai Gilgeous-Alexander, do Oklahoma City, e Luka Doncic, do Dallas, podem ganhar cerca de US$ 80 milhões na temporada 2030-31 e levanta pelo menos alguma possibilidade de que os melhores jogadores possam ganhar algo perto de US$ 100 milhões por temporada em meados da década de 2030. .

Também abre caminho para o próximo item importante na lista de tarefas da NBA: Expansão.

O Comissário Adam Silver foi muito claro quanto à ordem dos seus principais itens da agenda nas últimas temporadas, sendo eles a preservação da paz laboral (que foi alcançada com o novo CBA), a obtenção de um novo acordo de comunicação social (agora essencialmente concluído) e então, e só então, o liga volta sua atenção para adicionar novas franquias. Las Vegas e Seattle estão normalmente entre as cidades mais mencionadas como principais candidatas à expansão, esperando-se que outras como Montreal, Vancouver e Kansas City também tenham grupos interessados.

À medida que os pacotes de direitos de transmissão cresceram em valor total ao longo dos últimos 25 anos, o mesmo aconteceu com os salários, devido ao quanto esse fluxo de receitas acaba por alimentar o tecto salarial.

Quando a NBC e a Turner concordaram com um acordo de quatro anos de US$ 2,6 bilhões que começou na temporada 1998-99, o teto salarial era de US$ 30 milhões por equipe e o salário médio era de cerca de US$ 2,5 milhões. O salário médio nesta temporada ultrapassou US$ 10 milhões por jogador – e só vai continuar subindo a partir daqui.

Quando o acordo NBC-Turner iniciado há um quarto de século expirou, o acordo seguinte – cobrindo seis temporadas – custou à ABC, ESPN e Turner cerca de US$ 4,6 bilhões. O próximo foi um acordo de sete anos, que custou a essas redes US$ 7,4 bilhões.

O acordo atual, que expirará na próxima temporada, quebrou esses recordes – nove anos, quase US$ 24 bilhões.

E agora, isso parece alguns trocados.

CLIQUE AQUI PARA OBTER O APLICATIVO FOX NEWS

Do acordo iniciado em 1998-99 ao agora fechado, com início em 2025, o valor total aumentou cerca de 2.800%. Considerando a inflação entre então e agora, o valor sobe cerca de 1.400%.



Source link